Hipopótamo roubando a presa de um Crocodilo impressionante flagrante

INSCREVA-SE NO CANAL E ATIVE O SININHO DE NOTIFICAÇÃO!
INSCRIÇÃO AQUI https://goo.gl/byyaTo

O hipopótamo-comum (Hippopotamus amphibius) ou hipopótamo-do-nilo[1] é um mamífero herbívoro de grande porte da África subsariana e uma das duas únicas espécies não extintas da família Hippopotamidae, sendo a outra o hipopótamo-pigmeu (Choeropsis liberiensis ou Hexaprotodon liberiensis). O seu nome provém do grego antigo, significando “cavalo do rio” (ἱπποπόταμος). Apesar das suas semelhanças físicas com os porcos e outros ungulados artiodátilos (sendo por isso designado de animal porcino[2]), os seus parentes vivos mais próximos são os cetáceos (baleias, os golfinhos, etc.) dos quais divergiram há cerca de 55 milhões de anos. O antepassado comum das baleias e dos hipopótamos demarcou-se dos outros artiodátilos há cerca de 60 milhões de anos atrás. O fóssil mais antigo conhecido de hipopótamo, pertencente ao género Kenyapotamus em África, data de cerca de 16 milhões de anos atrás. Já foi designado como cavalo-marinho e peixe-cavalo.[3]
O hipopótamo-comum é reconhecível pelo seu torso em forma de barril, bocas com grande capacidade de abertura revelando grandes presas caninas, corpo quase glabro (sem pelos), patas em forma de coluna e pelo seu grande tamanho. As patas terminam com quatro dedos distintos com membrana interdigital. Cada dedo assenta no solo pelo seu respetivo casco.[3] Constituem o terceiro maior animal de vida terrestre no que diz respeito ao peso (entre 1½ e 3 toneladas): as únicas espécies em média mais pesadas são os rinocerontes-brancos e os rinocerontes-indianos, bem como os elefantes. Tem um comprimento, em média, de 3,5 m e uma altura de 1,5m.[3] O hipopótamo é um dos maiores quadrúpedes e, apesar do seu aspeto entroncado e patas curtas, consegue facilmente ultrapassar um ser humano. Há registos de velocidades de 30 km/h atingidas por hipopótamos em curtas distâncias. É um animal altamente agressivo e de comportamento imprevisível, sendo considerado um dos animais africanos mais perigosos.[4] Contudo, são uma espécie vulnerável devido à perda dos seus habitats e devido à caça pela sua carne, dentição canina de marfim e pela sua pele.[3]

* AJUDE NOSSO CANAL: CURTA, COMPARTILHE, COMENTEM E SE INSCREVA NO CANAL

VIDEO INFORMATIVO E EDUCATIVO





Animais Selvagem